terça-feira, 5 de agosto de 2014

Shiatsu no Brasil


Em 1937, muitos japoneses já chegavam ao Brasil com conhecimentos práticos de Shiatsu
O Shiatsu no Brasil tem formação reconhecida por leis estaduais9, é considerada profissão de acordo com o Catálogo Brasileiro de Ocupações10 e tem ampla aceitação social. A prática profissional do Shiatsu é encontrada em todo o Brasil, e a prática amadora ou familiar principalmente nos estados que receberam colônias japonesas. O Shiatsu encontrou no Brasil liberdade para desenvolver-se e grande aceitação social, e hoje possui uma diversificada oferta de cursos, profissionais e centros dedicados ao assunto. Com o aumento da capacidade econômica brasileira e as novas tecnologias de educação, o país iniciou recentemente seu intercâmbio com os demais países e continentes. Seu desenvolvimento particular, ocorrido em paralelo aos movimentos do Shiatsu na América do Norte e Europa têm despertado o interesse mundial.

História do Shiatsu no Mundo

O Shiatsu iniciou no Japão por múltiplas origens, o que provoca até hoje controvérsias entre seus estudiosos. Este país viveu uma cultura praticamente isolada do resto do mundo até fins do séc. XIX4, quando abriu suas portas ao exterior. Durante esse tempo, desenvolveu tratamentos e técnicas de saúde próprios, tanto no meio formal (aristocracia japonesa) como informal (massa camponesa). Possuem forte peso em tais práticas as tradições filosóficas, marciais e religiosas praticadas na época. De entre os métodos de tratamento amplamente utilizados para uma série de mazelas, a massagem an-ma era a mais conhecida, e incluía técnicas de pressão com os dedos com uma rica conjunção de manobras. Por diversas circunstâncias a pressão com os dedos destacou-se das demais práticas, e deu origem ao Shiatsu.
Formalmente, o primeiro texto escrito utilizando a palavra é da autoria de Tamai Tempeki (cujo nome também é escrito em transliteração à grafia japonesa kanji como Tempaku), que em 1915 escreveu o "Shiatsu Ho"5. Não se pode, contudo, dizer que o Shiatsu já não fosse praticado. Tempeki fora ainda professor de Tokujiro Namikoshi6, mestre japonês que é tido por muitos como o "pai" do Shiatsu moderno. De fato, o Shiatsu foi reconhecido oficialmente e definitivamente pelo governo japonês através da escola e métodos de Namikoshi, em meados do séc. XX.
O Shiatsu chega ao Brasil através dos grandes ciclos de imigração japonesa no país7, praticado nas colônias e ensinado conforme as tradições familiares. Pode-se dizer que até os anos 60 é praticado especialmente pelos Nikkeis no Brasil, em comunidades budistas e dojos (academias) de artes marciais. Ficou comum nos anos 80 formas de propagação da cultura de cura popular ligada ao Shiatsu como "vá ao japonês que trata sua coluna". O processo de formalização do ensino, reconhecimento oficial, etc., se iniciou nessa mesma época. Após a derrota japonesa na II Guerra Mundial, houve uma massa migratória de japoneses para diversos países. Assim, em diferentes países japoneses fundaram suas escolas, de estilos e tradições diferentes, propagando o Shiatsu e suas variações por todo o mundo. Nos anos 70 começam a abrir novas escolas, e novos métodos passam a ser conhecidos. Na década seguinte, toma notoriedade o trabalho conhecido como "Zen Shiatsu" de Shizuto Masunaga e Wataru Ohashi8. A partir dos anos 70 começa-se a observar a incorporação de novos conhecimentos e técnicas ao Shiatsu, inclusive pelos novos professores ocidentais. Nos anos 80, surgem as grandes escolas de origem mista, como o Ohashiatsu nos EUA, Palombini Shiatsu na Itália. Os anos 90 consolidam o Shiatsu moderno e dá início a um processo de intercâmbio entre as diferentes escolas de Shiatsu. Organizações de Shiatsu surgem. Os anos 2000 fazem surgir as primeiras federações, associações e organizações internacionais. Em 2009 acontece o primeiro congresso reunindo pessoas de 4 continentes na Espanha.
Linha do Tempo
1912: Tokujiro Namikoshi descobriu intuitivamente sua própria terapia ao tratar a sua mãe com seu dedo polegar e palma da mão. Em primeiro lugar, o nome desta terapia foi Appaku e depois mudou para Shiatsu.
1915: Tamai Tempaku publicou seu livro O Método Shiatsu (Shiatsu-ho)
1925: Namikoshi abriu sua primeira clínica para a terapia Shiatsu.
1940: Namikoshi abriu a primeira escola de terapia Shiatsu em Tóquio. (Agora esta escola se conhece como Colégio Japonês de Shiatsu.)
1940: Namikoshi formou a primeira associação da terapia Shiatsu. (Atualmente esta associação é conhecida como a Associação Japonesa de Shiatsu, mas só congrega praticantes do método Namikoshi).
1945: Após a Segunda Guerra Mundial, as formas tradicionais de Medicina Japonesa foram proscritas pelo governo de ocupação MacArthur. A proibição causou muito protesto e a proibição foi revogada para algumas das técnicas - o Shiatsu um deles.
1950: Toshiko Phipps converte-se no primeiro terapeuta de Shiatsu qualificado para ensinar nos EUA.
1953: Namikoshi e seu filho Toru convidados ao Palmer Chiropractic College de Shiatsu para introduzir o Shiatsu nos EUA.
1955: O Shiatsu é reconhecido pelo governo Japonês mas só em conjunto com a massagem Anma.
1956: Tokujiro Namikoshi trata Marilyn Monroe após a atriz adoecer durante sua visita a Japão e não ter respondido ao tratamento convencional.
1957: Shiatsu reconhecido oficialmente pelo Japão como uma terapia autônoma.
1964: Shiatsu é definido oficialmente pelo Ministério de Saúde e Bem-estar no Japão.
1964: Rudy Palombini, consegue o primeiro diploma dado a um europeu da Nipon Shiatsu School sob direção de Tokujiro Namikoshi.
1968: Monge budista Tokuda Igarashi chega ao Brasil e desde então aplica e ensina seu próprio método de Shiatsu além de práticas de saúde budistas.
1979: Rudy Palombini funda a Scuola Italiana de Shiatsu (Escola Italiana de Shiatsu) autorizada diretamente por Tokujiro Namikoshi para ensinar o estilo de shiatsu de Namikoshi na Itália. No mesmo momento o Método Palombini é reconhecido como uma variante inovadora do Shiatsu Namikoshi inspirada na cultura ocidental.
1980: Pauline Sasaki e Wataru Ohashi, discípulos de Masunaga, ensinam Shiatsu nos EUA. e Grã-Bretanha.
1981: Criada a Sociedade de Shiatsu no Reino Unido.
1983: Criada a Associação de Terapia Shiatsu de Ontario.
1989: AOBTA é formada nos Estados Unidos (Associação Americana de Terapia Oriental).
1997: Parlamento europeu define que o Shiatsu é uma das abordagens alternativas dignas de interesse (resolução A4-0075/97 votado em 29 de maio de 1997). No mesmo ano, o espanhol Arturo Valenzuela passa a organizar grupos de trabalho para atuação em alas pediátricas dos hospitais públicos de Madrid.
1999: Criada a Sociedade Canadense de British Columbia.
2000: Descoberto o asteroide 61386, batizado como "Namikoshi" pelo astrônomo suiço Stepano Sposetti.
2003: O polaco Wojtech Pobratin inscreve o verbete Shiatsu na Wikipedia (em inglês) no dia 8 de abril.
2005 : Cria-se o grupo Namikoshi Shiatsu Europa.
2006: A Wikipedia ganha o verbete Shiatsu em português (contribuição anônima).
2009: Realizado em Madrid o congresso internacional de Shiatsu reunindo praticantes do Canadá, Estados Unidos, Austrália, Espanha, Itália, Portugal, Holanda, Chile, Brasil e Japão.
2009: O Sindacta - Sindicato de Acupuntura e terapias afins - é revitalizado. Recebe os primeiros membros praticantes de Shiatsu.
2011: Criação da Associação Brasileira de Shiatsu

O que é Shiatsu?


O SHIATSU (shi = dedo - atsu = pressão) é uma técnica de massagem oriental para manter o equilíbrio entre o corpo e a mente.A técnica consiste numa compressão de vários pontos dos meridianos (caminhos de energia que percorrem o corpo) utilizando as pontas dos dedos ou as mãos. Os toques estimulam ou sedam a energia acumulada, melhorando o funcionamento dos órgãos de acordo com a necessidade de cada um.
Benefícios: o relaxamento da musculatura promovendo o alívio de dores localizadas.
Contra-indicações: pessoas com inflamações, anêmicas ou debilitadas fisicamente. Para pessoas que sofrem de osteoporose, os toques devem ser mais leves.
O shiatsu é caracterizado por sua grande simplicidade. Ele se desenvolveu a partir de uma forma anterior de massagem chamada Anma, no Japão (Anmo ou Tuina, na China), que utiliza técnicas como esfregar, apalpar, apertar, tamborilar com os dedos, pressionar e puxar, influenciando os músculos e os sistemas circulatórios. O shiatsu, por sua vez, usa menos técnicas e, para o observador, a impressão é de que muito pouco está acontecendo – apenas uma pressão leve e relaxada em vários pontos do corpo com a mão ou um polegar, um leve toque dos cotovelos ou uma simples rotação de um dos membros. Parece uma atividade preguiçosa e, na medida em que conserva a energia, realmente é. Mas, por baixo dos movimentos descomplicados, muita coisa está acontecendo internamente com a energia do corpo em um nível sutil.